Como a homeopatia pode ser associada à odontologia?

146

Olá! Dia 21 de novembro se comemora o Dia Nacional da Homeopatia. Por isso hoje vamos falar sobre essa especialidade na odontologia. Isso mesmo, na odontologia temos o especialista em homeopatia.

E como a homeopatia pode ser associada à odontologia?

Para definir a estratégia de tratamento, o dentista homeopata busca informações do paciente como um todo e não apenas da saúde oral. Por meio de uma anamnese detalhada e humanizada, investiga queixas, hábitos e o histórico de patologias (dele e de familiares próximos). Dessa forma, cria-se um forte laço empático entre dentista e paciente.

Em relação ao alcance clínico, existem medicamentos homeopáticos capazes de tratar diversas condições e doenças, tais como: aftas recorrentes; halitose; cáries; gengivite; periodontite crônica; dor de garganta; rinite; bruxismo; neuralgia do trigêmeo; DTM (dor temporomandibular); síndrome de ardência bucal (SAB); traumas pós-operatórios, entre outras.

O próprio medo e a ansiedade de ir ao consultório podem ser tratados com medicamentos do arsenal homeopático.

Assim, o objetivo das medicações homeopáticas é ir além do alívio imediato dos sintomas e reequilibrar o organismo, estimulando o sistema psico-neuro-imunológico. Como consequência, ocorrem melhorias significativas na saúde geral.

O importante é saber que tudo aquilo que ajuda você a ir ao dentista com regularidade, é positivo para a saúde da sua boca e para sua saúde geral!