Com chegada de reagentes, DF fará testes para varíola dos macacos

22

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal planeja iniciar os testes da varíola dos macacos na próxima semana. Os reagentes chegaram a capital federal na última terça-feira (26/7) e o responsável por realizar os diagnósticos será o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen).
Nesta quarta-feira (27/7), a pasta começou os testes experimentais.
O Lacen terá capacidade de 96 testes semanais e diminuirá drasticamente o tempo para os resultados. Antes era necessário aguardar 15 dias para uma resposta; com o teste local, serão até 48 horas.
Para fazer o diagnóstico, a Secretaria de Saúde investiu em equipamentos, reagentes e capacitação de pessoal. De acordo com a pasta, 16 pacientes tiveram diagnóstico positivo.
Dez regiões apresentam casos de varíola dos macacos. A lista conta com:

Ceilândia;
Samambaia;
Vicente Pires;
Águas Claras;
Núcleo Bandeirante;
Park Way;
Plano Piloto;
Sudoeste/Octogonal;
Itapoã;
São Sebastião.
Pacientes
Todos os infectados da capital federal são homens, na faixa etária de 20 a 39 anos. Os últimos quatro pacientes tiveram a infecção confirmada na segunda (25/7).
Segundo a pasta, ainda há outros 40 casos em investigação. Na última semana, a secretaria confirmou que há transmissão comunitária da doença no DF; ou seja, o vírus está circulando por Brasília.
Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram