SODF se posiciona contra privatizações

45
Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

A privatização da CEB, prevista para 4 de dezembro, causará um efeito devastador no sistema elétrico da capital federal, além de aumentos abusivos na conta de energia dos brasilienses. Contudo, para a população mais vulnerável, pode ser ainda mais grave, havendo, inclusive, corte de energia. A presidente do Sindicato dos Odontologistas do DF, Dra. Jeovânia Rodrigues, se posicionou sobre o assunto. “vários atos estão sendo feitos e nos solidarizamos com a causa. Os recentes acontecimentos, escândalos envolvendo o IGES-DF e o alto escalão da SES/DF em plena pandemia, confirmam que a privatização de serviços públicos não é sinônimo de solução para os problemas, mas sim sua valorização, com investimentos, adequações da legislação de contratos e licitações na área da saúde, mecanismos mais eficazes de controle e aprimoramento nos processos de trabalho.” Mesmo com a possibilidade do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (Iges-DF) assumir mais hospitais na capital federal descartada, a ideia de gestão autônoma continua firme. Com isso, a gestão não ficaria concentrada no Iges-DF e haveria concorrência ampliando mais os riscos