Sindicatos se unem contra o PL que extingue a carreira do servidor público da saúde e alertam sobre risco

649
Foto: Sindmédico

Sindicatos se unem contra o PL que extingue a carreira do servidor público da Saúde e alertam sobre risco

A proposta do governador Ibaneis Rocha (MDB) de expandir o modelo aplicado no Instituto Hospital de Base (IHBDF) para toda a Secretaria de Saúde e criar a Organização Hospitalar do Distrito Federal (OHDF) continua mobilizando os sindicatos. Durante toda a última segunda-feira (21), presidentes, diretores e integrantes das entidades se reuniram para elaborarem uma estratégia em conjunto, para que o projeto de lei encaminhado pelo Palácio do Buriti na quinta (17) não seja votado.
As entidades começaram o dia no Sindmédico, com seus jurídicos e assessorias de comunicação, juntamente com o Deputado Distrital Jorge Vianna, discutindo dados e reunindo informações consistentes para tentar apresentar ao novo Secretário de Saúde, Osnei Okumoto, na reunião com parlamentares, que ocorreu no período da tarde, na CLDF. Na ocasião, nada foi definido por nenhuma das autoridades presentes, gerando uma falta de entendimento sobre o referido PL.
As categorias envolvidas se manifestaram contra a votação Projeto de Lei, alegando falta de estruturação e consistência em uma proposição que apresenta alguns erros jurídicos, de redação e que resumidamente extingue as carreiras, licitações e concursos públicos, facilitando as contratações diretas.
O Sindicato dos Odontologistas faz o alerta para as categorias da Saúde, sendo que após uma jornada intensa de reuniões e lutas, a previsão é que o documento sofrerá algumas alterações, para ser colocado em pauta plenária ainda essa semana, sendo votado em sessão extraordinária na próxima quinta-feira (24), sem mesmo passar pelas comissões.
Os trabalhadores da saúde estão unidos e se colocam à disposição da população, com melhorias consistentes. Além disso, as entidades de classe solicitam um diálogo mais justo e transparente com o Governo do Distrito Federal.
O SODF conclama toda a categoria para mobilização, diante de uma possível votação do referido PL, prevista para quinta-feira, 24 de janeiro. Pedimos que os cirurgiões-dentistas se programem para estarem na CLDF no dia da votação realizando ato de repudio e este projeto, caso seja realmente colocado em pauta, estando todos pré convocados para 14h.
Fiquemos atentos a confirmação do movimento.