Infestação de piolho de pombo coloca em risco atendimento em UBS do DF

12

Piolhos de pombos infestaram a Unidade Básica de Saúde (UBS) 10 de Ceilândia, colocando em risco a saúde de pacientes e profissionais de Saúde da unidade. Servidores do local filmaram uma colônia do inseto sobre o aparelho de controle biológico do autoclave da UBS.
Veja a infestação:

Segundo os servidores, ao longo dos últimos 12 meses, pombos começaram a invadir o ambiente e a construir ninhos em frestas do telhado e em saídas de caixas de som desativadas. A infestação atinge os consultórios clínicos, a copa, farmácia, salas de acolhimento, setores administrativos, consultório odontológico e área de isolamento de Covid-19. Pelas contas da equipe, existem pelo menos 20 buracos nos tetos da UBS.
Pelas saídas das caixas de som, fezes, ectoparasitas e outros resíduos dos pombos caem, recorrentemente, sobre pacientes, profissionais de saúde, mesas, cadeiras e macas. Na copa, uma destas saídas caiu em cima de uma servidora. Diante da situação, profissionais de saúde apresentam crises de urticária e lesões vesiculares de pele.
A UBS passou por três de dedetizações nos últimos 60 dias, além de outras interdições. Mas o problema não foi sanado.
“Situação inaceitável”
Para o Sindicato dos Médicos do DF (SindMédico), a situação é inaceitável. “É um contrassenso inaugurar novas unidades de saúde, sem fazer manutenção adequada nos prédios que já existem. Ainda mais sabendo que não há profissionais suficientes nem para atuar nas atuais. Pior que isso, condições de trabalho degradantes como essa estão levando diversos profissionais a se desligarem do serviço público”, afirmou o presidente da instituição, Gutemberg Fialho. Para o sindicalista, este cenário prejudica o atendimento à população.
Pombos são responsáveis pela transmissão de diversas doenças, como lesões de pele e lesões pulmonares e neurológicas graves provocadas por fungos do gênero Cryptococcus, presentes nas fezes destes animais.
Outro lado
O Metrópoles entrou em contato com a Secretaria de Saúde sobre a questão. Por nota, a pasta prometeu adotar providências para resolver o problema.
Leia a nota completa:
A Superintendência da Região de Saúde Oeste acionou a Diretoria de Vigilância Ambiental, que prontamente encaminhou uma equipe de multiatividades para realizar inspeção e executar, no dia 10/11/2021, a dedetização da UBS n° 10 de Ceilândia. A Vigilância foi acionada para nova inspeção nesta semana e será realizada nova dedetização, após a limpeza telhado e forro.
A Diretoria de Atenção Primária garante que foram aplicadas todas as medidas de controle e erradicação para garantir a segurança dos servidores e usuários. A principal suspeita é de que os pombos estejam vindo do imóvel vizinho à UBS.