Covid: São Paulo libera “xepa” da vacina a crianças sem comorbidades

41

São Paulo – A cidade de São Paulo autorizou a abertura da “xepa” da vacina contra a Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos sem comorbidades.
Ou seja, ao fim do dia, as doses abertas que não forem utilizadas para o grupo prioritário (crianças com comorbidades, deficiências e indígenas) poderão ser aplicadas no público infantil em geral.
A capital começou a vacinar crianças do grupo prioritário nesta segunda-feira (17/1). Ao todo, a cidade recebeu apenas 64 mil doses pediátricas do imunizante da Pfizer na última sexta-feira (14/1), mas outro lote deve chegar ainda nesta semana.
As vacinas são compradas pelo Ministério da Saúde e distribuídas aos estados, que repassam a seus municípios.
O pai ou responsável pela criança deve fazer um cadastro informando telefone e comprovante de endereço na Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência para ficar na lista da “xepa”.
Perto do horário de fechamento da unidade, caso haja sobra de vacinas, um funcionário liga para o responsável, que deve levar a criança rapidamente à UBS para ser vacinada.
Essa prática já ocorria com a vacinação de adultos e adolescentes na cidade de São Paulo, o que possibilita que mesmo pessoas fora do grupo alvo da vacinação em determinado momento consigam se vacinar.