Brasil ultrapassa marca de 100 milhões de 1ª dose de vacinas aplicadas contra Covid

30

Após 192 dias de campanha de vacinação contra a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, o Brasil ultrapassou a marca de mais de 100 milhões de pessoas que receberam pelo menos uma dose contra a enfermidade.
Até esta quarta-feira (28/7), 97,65 milhões de pessoas foram imunizadas com a primeira dose. E 3,91 milhões de pessoas receberam a proteção da Janssen, que é de dose única. A soma mostra 101,56 milhões de brasileiros vacinados.
Os dados são publicados pelo LocalizaSUS, plataforma de prestação de contas do Ministério da Saúde, e foram analisados pelo Metrópoles.
Iniciada em 17 de janeiro, a campanha de imunização contra a Covid-19 enfrentou problemas, como falta de doses, que ocasionou até mesmo a interrupção do processo em diversas cidades.

Desde o início da campanha, o Ministério da Saúde distribuiu 175,8 milhões de doses da vacina. As secretarias de Saúde aplicaram 134,6 milhões, entre primeira, segunda e única dose.Ao todo, o Brasil registrou 19,7 milhões de casos de Covid-19 e 552 mil óbitos decorrentes de complicações da doença.
Em detalhe
A vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo, com tecnologia da farmacêutica chinesa Sinovac, foi a primeira a ser aplicada no país.
A Coronavac representa 37,8% das doses no Brasil – ou seja, já chegou ao braço de 49,1 milhões de brasileiros entre primeira e segunda aplicações.

Nesse contexto, a Coronavac é a segunda vacina mais usada no país, ficando atrás apenas da AstraZeneca, com 48,1%, o que significa 62,5 milhões de doses aplicadas. A AstraZeneca é produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com tecnologia da Universidade de Oxford.
Completam o roll de vacinas usadas no Brasil a americana Pfizer, desenvolvida em parceira com o laboratório alemão Biontech, com 14,3 milhões de doses aplicadas (11% do total), e a Janssen, empresa do grupo Johnson & Johnson, com 3,9 milhões de doses administradas, o que representa 3% da campanha.

Veja doses aplicadas por laboratório:

AstraZeneca: 48,1% – 62,5 milhões
Coronavac: 37,8% – 49,1 milhões
Pfizer: 11% – 14,3 milhões
Janssen: 3% – 3,9 milhões
Ranking
Os estados que mais completaram a imunização, ou seja, duas doses ou dose única, são Mato Grosso do Sul, com 31,82% da população totalmente protegida, Rio Grande do Sul (25,47%), São Paulo (20,78%), Espírito Santo (19,87%) e Santa Catarina (18,78%).

Já as unidades da Federação que menos vacinaram são Amapá (10,74%), Rondônia (13,17%), Tocantins (13,32%), Acre (13,55%) e Maranhão (13,84%).
Planejamento
A expectativa do Ministério da Saúde é que até meados de setembro toda a população acima de 18 anos esteja vacinada com a primeira dose da vacina. O anúncio ocorreu na terça-feira (27/7).
“Nossa expectativa é atingir a população acima de 18 anos vacinada até o começo de setembro. A partir daí, vamos discutir a redução no intervalo da dose da Pfizer, assim a gente avançaria com a segunda dose em um número maior de pessoas e também os abaixo de 18 anos”, afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.
O chefe da pasta também anunciou que adolescentes de 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra a Covid-19, com prioridade para portadores de comorbidades.