Alagamento em enfermaria faz servidores pedirem reparo urgente no Hran Chuvas fizeram teto de gesso ceder, o que resultou no bloqueio de 5 leitos. Houve transtornos também nas unidades de Taguatinga e Sobradinho

7

As fortes chuvas registradas nos últimos dias fizeram com que cinco leitos de enfermaria do 7º andar do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) fossem interditados, além de resultar também em transtornos no Centro de Material Esterelizados (CME) e no Núcleo de Radiologia e Imafenologia da unidade de referência do Distrito Federal.

Imagens obtidas pelo Metrópoles revelam o estrago causado pelas tempestades, em especial da última segunda-feira (17/2), quando um teto de gesso do hospital cedeu com o acúmulo de água no sistema de escoamento.

Nas fotos, é possível ver a dimensão do alagamento no andar causado por uma infiltração vinda da estrutura superior do prédio. “O volume de água foi tão grande que chegou próximo ao posto de enfermagem”, ressaltou um servidor.

Como resultado, pacientes internados nas enfermarias do corredor foram remanejamos para outros leitos. A supervisão de unidade solicitou reparos imediatos para a Secretaria de Saúde.

Por meio de nota, a direção do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) confirmou que, devido à forte chuva na tarde desta segunda-feira (17/2), parte do teto da unidade cedeu e afetou duas áreas: Central de Material Esterilizados (CME) e Núcleo de Radiologia e Imagenologia.

“O gesso ficou muito úmido com o excesso de água, e apesar da secagem realizada, a estrutura não resistiu”, esclareceu.

De acordo com a pasta, a Novacap foi acionada para salvaguardar os equipamentos mais caros e evitar danos maiores. “A direção ressalta que o atendimento não ficou prejudicado e o reparo está sendo providenciado junto às áreas competentes”, ressaltou.

Sobradinho

Recentemente, uma forte chuva alagou três ambulatórios do Hospital Regional de Sobradinho. Segundo memorando interno, a unidade de Saúde pública foi acometida “por vazamentos provenientes das calhas, que não suportam a demanda pluvial”.

O comunicado interno ainda citou vazamentos no laboratório e no banco de sangue, além de problemas no sistema elétrico do hospital e até riscos estruturais no prédio.

Taguatinga

Além disso, a partir desta quinta-feira (18/2) o Centro Radiológico de Taguatinga (CRT) será interditado para receber reparos na estrutura após recomendação da Defesa Civil. Os problemas foram identificados a partir dos danos causados pelos fortes temporais que atingiram a região nos últimos dias.

Os pacientes que estão com exames agendados na unidade, localizada na avenida Hélio Prates, não serão desassistidos e terão seus procedimentos realizados em outras unidades.